Coletando ovos.

Parte da diversão de criar killies está na hora de coletar os ovos. Isso só é feito com as espécies não anuais, como Aphyosemions ou Fundulopanchax, pois com as anuais, os ovos são depositados no substrato e lá devem permanecer até ser o tempo dos alevinos nascerem, quando o substrato é molhado.
A maneira de conseguir ovos e coletá-los para a incubação em água é muito parecida para todos os não anuais, apesar de existirem algumas espécies cujos ovos terão mais chances de virarem alevinos se passarem o tempo de desenvolvimento em cima de turfa bem úmida.
Aqui irei explicar o processo mais simples, tendo como exemplo o Aphyosemion Calliurum, mas o mesmo se aplica para a grande maioria das espécies não anuais. Lembre-se de que esta é maneira que eu faço e que você pode e deve encontrar a sua. Se quiser compartilhar suas experiências com outro criadores, sendo um sucesso ou fracasso, envie seu texto, pois ainda tenho espaço na primeira página para a edição de amanhã.

 

Primeiramente, iremos tratar da alimentação. Você deve estar se perguntando, mas como assim, o assunto não era a coleta de ovos? Sim, o assunto ainda é este, mas para termos muitos ovos o casal deve estar bem alimentado e sadio. Esta etapa é chamada de condicionamento do casal.
Durante este período, use alimentos vivos. Larvas de mosquito, de besouro do amendoim, artêmias adultas e Daphnias, são alguns exemplos. Dê pouco alimento com maior frequência. Não deve sobrar alimento no aquário. Se isto acontecer, retire o que sobrou, aumente os intervalos de tempo e diminua a quantidade ofertada.
Para iniciarmos o condicionamento, separo então a fêmea do macho colocando um pouco de musgo de java ou uma bruxinha no aquário da fêmea.
O importante é não ter pressa e prestar atenção para alguns detalhes:  

  • A água deve estar limpa e com o PH apropriado. Para isto eu uso água da torneira e Aquasafe.;
  • Se o macho for agressivo ou muito insistente, é prudente separar duas fêmeas, pois assim ele divide a sua atenção e não machuca a parceira (danos nas nadadeiras e até a perda da fêmea podem acontecer no caso de espécies mais agressivas);
  • O musgo de java ou a bruxinha devem ter passado por um período de quarentena em uma vasilha som água, para garantir que ovos de outras espécies não sejam introduzidos no aquário por engano;
  • Pequenos caramujos no aquário e no pote dos ovos ajudam a manter os ovos limpos e livres de ovos inférteis, que ficam brancos e com fungos, que podem se espalhar para ovos saudáveis. Eu coloco alguns da família Planorbidae, que costumam aparecer em aquários com plantas;
  • Não use substrato. O aquário da fêmea deve ter somente água, peixes, caramujos e o musgo de java (ou a bruxinha);
  • Não misture espécies. Isto é muito importante, pois você terá muita dificuldade na hora de trocar peixes "linhagem de aquário" com outros criadores;
  • Tampe o aquário. Isto vale para qualquer killie a qualquer momento. Eles pulam e você os perde. Os Rivulus são especialmente eficazes em achar rotas de fuga desta maneira;

Seguindo estes conselhos, depois de quinze dias a fêmea deve estar cheia de ovos e o macho com muita disposição. Depois de trinta dias, a fêmea começa a soltar ovos por falta de espaço e não queremos isto.
Junte então o casal, colocando o macho no aquário da fêmea. Lembre-se de verificar o PH da água dos aquários. Eles devem estar próximos. Se não estiverem, corrija o PH do aquário do macho lentamente e só o coloque no aquário da fêmea depois de algumas horas.
Observe. Ele deve iniciar o cortejo imediatamente e é muito interessante de assistir.
Espere alguns dias. Separe um pouco de água do aquário da fêmea e coloque um pequeno caramujo no recipiente. Retire o musgo de java com cuidado, pois é muito comum os peixes ficarem no musgo (ou na bruxinha) e pegarem uma carona para fora do aquário. Coloque o musgo em um prato limpo.
Lave bem as mãos. Escolha um lugar bem iluminado e confortável, sente-se e comece a procurar os ovos no musgo de java, separando pequenas porções, esperando secar e passando o musgo estre os dedos. Você irá sentir um bolinha entre os dedos, isto se não as encontrar coladas no musgo de
java em uma primeira olhada. Coloque o ovo encontrado na piscina de caramujo que você preparou antes. Quando você já tiver inspecionado todo o musgo, devolva-o no aquário com o casal e espere mais aguns dias antes de coletar mais ovos. Alimento o casal normalmente neste período. Quando a quantidade de ovos tiver diminuido, separe-os novamente e reinicie o processo.
Algumas pessoas adicionam acriflavina ou azul de metileno no recipiente com os ovos para inibir o aparecimento de fungos. Eu só ponho o caramujo e retiro os que ficarem brancos.
Depois de uns vinte dias, os alevinos irão nascer e você se sentirá triunfante!

 

Artigos:

Comentários

Parabéns pela matéria, muito instrutiva!

VALEU VOU TENTAR DEPOIS MANDO NOTICIAS ...