Killies

É com muito gosto que vou procurar escrever algumas linhas sobre Killies, procurando transmitir alguma da experiência adquirida ao logo do tempo.
Para começar devo referir que pertenço à Associação Portuguesa de Killifilia (APK).
A minha relação com os Killies começou em 1998 com um casal de Fundulopanchax Gardeneri Gardneri "Nsukka".
Actualmente possuo os Fundulopanchax gardneri gardneri "Nsukka" e os Chromaphyosemion bivittatum “Mundemba". Ambas as espécies estão em aquários de 25 litros, com muito Musgo de Java e uma “Mop”.
São alimentados com larvas de mosquito vermelho, congelados, os quais devoram com grande sofreguidão. Quando há disponibilidade procuro fazer a colecta de larva de mosquito e de dáfnias as quais introduzo na dieta como alimento vivo.
Efectuo trocas de água quinzenais e na proporção de um terço do volume do aquário. A quando da troca de água efectuo a necessária aspiração eliminando os detritos prejudiciais à boa saúde dos peixes, tendo o cuidado de recolher todos os detritos com um crivo de rede fina de modo a que alevins e ovos que tenham sido aspirados possam ser recuperados. A temperatura dentro dos tanques varia entre os 23 e os 25º.

 

Os ovos são recolhidos directamente da “Mop” e incubados em pequenas caixas, tipo “Caixa de Petri”. Depois de eclodirem os alevins são alimentados diariamente com nauplios de artémia salina. Uma forma de acelerar a eclosão da artémia é colocar os recipientes com os ovos em cima de um aquário e deste modo aproveitar o calor do mesmo.
Por vezes tenho a surpresa de ver dentro do aquário a nadar por entre o Musgo de Java pequenos peixes já com 1 centímetro que nasceram e conseguiram sobreviver ao ambiente hostil que é o de terem adultos no mesmo tanque que adoram comer os pequenos alevins e que se tornarem-se adultos bons reprodutores.
Também me tem acontecido alguns desaires, como deixar aberta uma pequena fresta por onde passam os fios do termóstato e do tubo de ar e que é o suficiente para o suicídio de um peixe que resolve saltar por aquele pequeno espaço. Para evitar esses acidentes recorro a um pequeno pano que está sempre sobre os fios e tubos que entram no aquário.
Mais informações de interesse para os amantes dos Killies podem ser encontradas em  www.apk.pt

Lopes APK 41

 

Escrito por Afonso Lopes

Artigos:

Comentários

Parabéns pela sua criação!!!