Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; views_display has a deprecated constructor in /home/killpae0/public_html/sites/all/modules/views/includes/view.inc on line 2545

Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; views_many_to_one_helper has a deprecated constructor in /home/killpae0/public_html/sites/all/modules/views/includes/handlers.inc on line 753
killies.com.br

Alimentando os seus peixes com artêmias recém eclodidas.

Em diversos lugares neste site, vocês poderão ler que os alevinos devem ser alimentados com artêmias recém eclodidas ou com náupilos de artêmias, que é um sinônimo. Mas como conseguir cistos de artêmia e o mais importante, como estes devem ser servidos aos peixes?

Neste texto irei explicar o processo para que vocês também desfrutem das grandes vantagens de alimentar os seus killies com náupilos de artêmias. Na verdade, se alguém quiser realmente reproduzir killifishes, deverá manter um sistema de eclosão de cistos de artêmia permanente, pois, como não é possível prever com exatidão quando os ovos de killies irão eclodir, náupilos de artêmia deverão estar sempre disponíveis para os alevinos que surgirão.

Antes de mais nada, preciso explicar o que são artêmias e como é possível conseguir seus cistos. Artêmias são pequenos crustáceos, de um centímetro aproximadamente, que vivem em água salgada e que são considerados o melhor alimento existente para peixes de água salgada ou doce. Para quem estiver interessado, uma explicação mais detalhada pode ser encontrada aqui.

Sua reprodução se dá de maneira contínua, quando as condições do seu ambiente estão otimizadas. Caso o ambiente se torne impróprio para sua sobrevivência, com mudanças no Ph, salinidade, concentração de oxigênio ou temperatura, as artêmias começam a gerar cistos (ver imagens ao lado).

Estes cistos são dormentes, podendo ficar neste estado por muitos anos, até encontrarem condições favoráveis e eclodirem. Neste momento é que surgem os náupilos. Para conseguir náupilos a partir dos cistos, bastam 250ml de água limpa, uma colherada de sopa de sal grosso, aeração e luz. No intervalo de 24 a 48 horas, milhares de náupilos de artêmia surgirão, deixando os seus cistos e nadando livremente.

 

 Agora, basta sifonar as pequenas artêmias em um coador de café feito de nylon e lavá- las rapidamente na água da torneira, para tirar o sal. Tome cuidado de não servir muito, pois todo alimento que não é consumido pelos peixes irá se decompor e deteriorar as condições da água do aquário.

Um erro muito comum é exagerar na quantidade de cistos. Coloque um pouco para eclodir na primeira vez e aumente a quantidade paulatinamente, se achar necessário. Cem gramas de cistos rendem muito e a melhor maneira de armazenar grandes quantidade é dentro do freezer de sua geladeira. Não se preocupe, pois os cistos não morrerão. Também não tente servir os cistos diretamente para os peixes. A casca não pode ser digerida e os peixes não se interessarão pelos cistos.

Artigos:

Simpsonichthys boitonei (pirá-brasília)

Finalmente! Este peixe foi o que me provocou a pesquisar sobre killifishes e em seguida começar a criar um casal de Epiplaty Dageti. Nunca consegui encontrá-lo na natureza, mesmo após nove anos de buscas pelas poças do DF. Aprendi muito deste então e sei que foi melhor não tê-lo encontrado, pois não é um peixe para iniciantes.

Artigos:

A Semana da Água

Com a comemoração do dia mundial da água, no dia 22 de março, o Ministério do Meio Ambiente por meio da Agência Nacional de Águas, bem como várias administrações locais de governo, promoveram uma série de eventos e palestras de cunho educativo durante esta semana. A Semana da Água, que para alguns é uma novidade, já acontece desde 1999 no município de Itajaí em Santa Catarina, por exemplo.

Nós criadores de killies também podemos colaborar com esta iniciativa, escrevendo sobre a importância do manejo adequado de nossos recursos hídricos, que são finitos, apesar do Brasil ter 12% da água potável de todo mundo em seu território.

Portanto, se em seu município ou comunidade local também acontece um evento de concientização da população durante esta semana, nos envie um e-mail sobre a Semana da Água na sua comunidade. Todas as iniciativas encaminhadas para nós serão publicadas no site e quem sabe, se tivermos iniciativas em número suficiente, poderemos criar um site específico sobre este assunto? A nossa estrutura de hospedagem estará à disposição!

Artigos:

Anuais sul-americanos, também quero!

Um desafio para qualquer criador de killies é conseguir o seu primeiro casal de uma espécie anual sul-americana. É um desafio, pois parece ser o caminho natural daqueles que já adquiriam alguma experiência criando não anuais e desejam ampliar a sua criação com um peixe diferente e também é um desafio para conseguir o primeiro casal. Conheci pessoas que só conseguiram ovos de SAA (South American Annuals), ou melhor, anuais sul-americanos, comprando ovos em sites de leilão especializados, por meio de importação.

Artigos:

Bruxinha

Ovos na bruxinha

Na primeira vez que me deparei com o termo "spawning mop", ao ler textos sobre killifish, fiquei imaginando como seria o tal do "esfregão de desova". Era um termo usado com naturalidade em textos sobre não anuais e mais tarde descobri que o tal do "esfregão" era na verdade uma "bruxinha".

Estúdio para fotos de killifish.

O mistério das Daphnias

Quem teve a oportunidade de ler o artigo que escrevi sobre a criação de pulgas d´água (Criando Daphnias) deve se imaginar como anda a minha criação. Lembram-se dos dois aquários de cem litros cada, com pulgas d´água para dar e vender? Pois é, agora tenho apenas dois potes de maionese com apenas alguns moradores em cada. Como isto aconteceu? Foi tudo muito estranho e para mim ainda é um mistério, apesar de eu ter algumas hipóteses.

Artigos:

Aspirador de insetos

Utilizando a Drosophila melanogaster como alimento de killies

As moscas da fruta ou moscas de banana (Drosophila melanogaster) são um alimento que é facilmente aceito pelos killies, pois muitas espécies se alimentam de insetos que caem na água no seu habitat natural. Basta deixar uma fruta amadurecer demais em cima da pia da cozinha para que elas apareçam do nada.

Artigos:

Epiplaty Dageti

 

Artigos:

Páginas